sexta-feira, 24 de julho de 2015

SUBSEDE INFORMA

A Subsede estará fechada hoje para faxina geral e na próxima semana por motivo de férias da funcionária.
Bom descanso para todos e todas.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Governo Pimentel não avança nas negociações. Greve começa na segunda!

Frustração! Os servidores das SREs aguardavam com muita expectativa a reunião de ontem com o governo, porém a resposta foi negativa. 
A greve começa com força na segunda feira. Todo apoio aos nossos colegas das SREs!

Relato com a reunião com o Governo
Aconteceu nesta terça-feira, dia 21 de julho, de 17h às 18h, reunião entre o Sind-UTE/MG e o Governo do Estado, na Cidade Administrativa. Participaram os Secretários: de Governo, Odair Cunha; o Adjunto, Francisco Moreira; a de Educação, Macaé Evaristo; o Adjunto, Antônio Carlos Pereira e o Subsecretário de Gestão de Recursos, Antônio David de Sousa Júnior. Pela comissão de negociação do Sind-UTE/MG, participaram a coordenadora-geral, professora Beatriz Cerqueira e a diretora Feliciana Saldanha, membros da comissão de negociação do Sindicato.
O objetivo da reunião foi a negociação das reivindicações dos servidores das Superintendências Regionais de Ensino (SREs) e do Órgão Central da Secretaria de Estado da Educação (SEE). A reunião foi anunciada pelo Governo após a manifestação realizada no dia 18 de julho, durante o Fórum Regional de Participação Social, em Juiz de Fora. Em Assembleia realizada no dia 15 de julho, os servidores votaram pelo início de uma greve por tempo determinado.
A pedido dos representantes do Governo, as demandas que motivaram a votação da greve foram novamente apresentadas. Como o Executivo já retirou o nível médio da carreira do professor, a referência reivindicada para correção das tabelas de Técnico da Educação (antes ATE), Assistente da Educação e Assistente Técnico da Educação Básica é 85% do vencimento inicial do Analista Educacional. Além da correção, o Sindicato solicitou ao Governo que as tabelas destas carreiras fiquem vinculadas à tabela da carreira do Analista Educacional,  aplicação da tabela do Analista Educacional com função de Inspeção Escolar para o Analista Educacional e modificação do corte para considerar o estágio probatório para promoção por escolaridade de 2008 para 2002.
Os representantes do Governo reafirmaram que o mesmo está aberto à negociação e que há uma decisão do governador de discutir as reivindicações este ano. Mas não há, no momento, nenhuma contraproposta a ser apresentada à categoria, em função do cenário econômico de queda de arrecadação. Apresentaram proposta de nova reunião no dia 4 de agosto, onde dariam as respostas às reivindicações.
Mesmo as representantes do Sind-UTE/MG argumentando sobre  a necessidade de uma agenda na próxima semana mais intensa para a negociação, relataram que há um grande nível de mobilização nas Superintendências e que a perspectiva é de uma greve forte, que há uma grande expectativa da categoria em relação à reunião de hoje, que uma greve tem impacto em várias políticas públicas e de pessoal, o Governo não apresentou proposta nem se dispôs a fazer nova reunião na próxima semana, alegando que não teria como apresentar propostas antes do dia 4 de agosto.
Uma questão respondida pelo Sindicato foi sobre a possibilidade de suspensão da greve enquanto houvesse a negociação.  A entidade esclareceu que buscou insistentemente a negociação das demandas dos servidores em questão desde maio, sem sucesso.  Durante toda a tramitação do projeto de Lei 1.504/15, que originou a Lei Estadual 21.710/15, o Sindicato tentou avançar.  Em todas as reuniões de negociação com a SEE cobrou encaminhamentos. Houve uma Assembleia  realizada no dia 25 de junho que aprovou o indicativo de greve e nenhuma reunião com a SEPLAG foi marcada. O Sind-UTE/MG esclareceu ainda que quem suspende a greve é a categoria em Assembleia, e que na avaliação da entidade não é possível propor a suspensão da greve sem nenhuma proposta do Governo, tendo apenas a intenção de negociar.
Por fim, esclareceu que a greve por tempo determinado está mantida para o dia 27 de julho e que o Governo já foi notificado, conforme prevê a legislação.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Manifestação da SRE e Subsede no Forum Regional do governo do estado


Em cumprimento à deliberação da assembleia estadual, dezenas de servidores da SRE e diretores da Subsede fizeram uma manifestação na última sexta feira quando Pimentel esteve na cidade para fazer a abertura do Forum regional do governo.  Foi uma manifestação vitoriosa, pois ao final da manhã o governo determinou a formação de um grupo de trabalho para analisar as reivindicações dos servidores e realização de uma reunião no início d a semana. 
Vejam as fotos da manifestação











sábado, 18 de julho de 2015

SUBSEDE JUIZ DE FORA DENUNCIA


Indignação! 
Foi esse o sentimento no início da manifestação de ontem realizada em frente ao local de realização do Forum Regional do Governo do Estado de Minas.
Os servidores da SRE/JF que estavam com a camisa do movimento foram impedidos de entrar no local do evento ou, se já estivessem lá dentro, obrigados a se retirar ou a retirar a camisa para poder permanecer.
A camisa contém dizeres que não citam o governo, o governador ou qualquer outra autoridade ou alguma expressão que possa ser considerada ofensiva a qualquer pessoa. Apenas palavras que refletem o próprio movimento.
Além disso, percebemos que a proibição era estendida a todos os movimentos sociais como o MST e MAB que lá também compareceram.
Consideramos um absurdo que um governo que se diz popular impeça, em seus eventos, a expressão dos movimentos populares em suas vestimentas, cultura secular da classe trabalhadora em todo o mundo.
Esperamos que nos próximos eventos oficiais desse governo, essa proibição seja retirada para que nosso povo possa expressar livremente e orgulhosamente as organizações, movimentos e lutas das quais participam ou organizam.